Home / CULTURA / Primeiro dia da Festa da Rapadura tem gastronomia e informação

Primeiro dia da Festa da Rapadura tem gastronomia e informação

Imprimir  

Enviar notícia





Enviar para um Amigo



11/07/2016 – Daniela Oliveira / Governo do Tocantins

Uma feirinha, montada ao lado do estande principal, convida os visitantes a levar um pouco da cultura da comunidade pra casa – Divulgação Seden / Governo do Tocantins

Degustar a gastronomia regional e conhecer o processo de produção da rapadura, um dos doces mais tradicionais do Brasil. Assim foi o fim de semana dos visitantes da Festa da Rapadura, realizada no último fim de semana, no Povoado do Prata, em São Félix do Tocantins, a 227 km de Palmas, na região do Jalapão. O objetivo da festa foi fortalecer a cultura e a tradição das comunidades quilombolas locais.

No primeiro dia da festa, sábado, 9, os visitantes puderam conhecer as etapas de fabricação da rapadura, feita de forma tradicional, em que a moagem da cana ocorre em engenhos típicos de madeira com o uso de tração animal. Seu Raimundo Nonato, agricultor da comunidade e dono do único engenho local, diz que é uma tradição repassada dos avós e dos pais. “Eu tenho muito orgulho da forma como a gente faz a rapadura e quero manter viva essa tradição”, desejou.

Além da rapadura tradicional, o visitante encontrou rapaduras com sabor de gengibre, coco e buriti. “Esses sabores fomos nós mesmos que criamos, sem ajuda de ninguém de fora. A gente sonhava e no outro dia experimentava”, diz orgulhoso Seu Raimundo.

Uma feirinha, montada ao lado do estande principal, convida os visitantes a levar um pouco da cultura da comunidade pra casa. Mel, farinha, feijão, laranja, especiarias e outros produtos originários do quilombola estavam à venda. Os feirantes fazem questão de lembrar que agrotóxico nunca entrou na produção dos produtos locais.

A festa permite ainda, aos turistas que estão visitando o Jalapão, conhecerem um pouco do modo de vida e das tradições de uma das maiores comunidades quilombolas do Jalapão. No Povoado do Prata, vivem cerca de 62 famílias, todos muito hospitaleiros e orgulhosos de suas raízes e história.

Para a comunidade, o festejo é uma oportunidade de mostrar que o Jalapão é mais do que natureza; é o lar de pessoas que criaram uma cultura própria e conseguem gerar renda nesse ambiente de contrastes. “Antes, nós produzíamos, mas não tínhamos para quem vender. Agora, com a festa, a gente não perde mais produtos como a rapadura. E isso já é um benefício pra comunidade”, explicou a presidente da Associação Comunitária dos Extrativistas, Artesãos e Pequenos Produtores do Povoado do Prata, Osirene Francisca.

Rodas de conversa Na programação do evento, também constaram rodas de conversa entre membros da comunidade e especialistas de diferentes áreas. “O objetivo é aproximar os quilombolas do conhecimento técnico sobre o que a comunidade cultiva. Nós desejamos evoluir, mas sem deixar nossa cultura”, reforçou Osirene.

Um dos encontros foi realizado pelo gerente de Associativismo e Cooperativismo Milton Queiros do Ruraltins. Na pauta, estava a discussão sobre os passos para a criação de uma cooperativa. “O público consumidor dos produtos da comunidade do Prata, num primeiro momento, devem ser os turistas que estão na região. Eles precisam pensar uma forma de atrair ou de alcançar esse público”, disse, ressaltando que outros temas importantes pra comunidade também foram discutidos em outros momentos como esse.

Parceiros

A Festa contou com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), da Secretaria de Estado do Trabalho e da Assistência Social (Setas), do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), da Prefeitura de São Félix do Tocantins, do Sistema de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Temar 3 e da Agência de Turismo Realiza.

Diversão

Na primeira noite do evento, após a solenidade de abertura, a diversão ficou garantida com a apresentação da dupla Jalapão e Jalapinha, que animou o público com muito forró ao som da sanfona. Em seguida, foi a vez dos repentes do senhor Ovídio. A festa contou ainda com a apresentação de quadrilha junina de jovens da comunidade.

Fonte: Primeiro dia da Festa da Rapadura tem gastronomia e informação – Notícias – Secretaria da Comunicação Social

Veja Também

Fórum Perinatal é reativado para debater Política de Atenção à Saúde da Mulher e da Criança

Compartilhar no Whatsapp08 de setembro de 2016 – Ellayne Czuryto / Governo do Tocantins Criado ...